seNzaLa ModErNa

Me sinto a mais nova escrava do momento, alguém que saiu lá dos séculos passados e vive de novo na modernidade, a única coisa que não mudou foi à escravidão! Isso é do meu trabalho, o Sinhozinho endemoniado cada dia mais cara de pau, mais sarcástico, e eu mais, mais e mais acumulada no trabalho, sem tempo ao menos de fazer xixi. Tudo bem, você pode estar dizendo que isso existe em qualquer lugar nomeado “TRABALHO", concordo, mas o que mais me aflige no momento é o fato de ser recém formada na área de comunicação, trabalhar dentro de uma empresa de comunicação, e estar a área comercial, ou seja, nada haver com o que eu quero fazer, ta bom, vem você dizer novamente “ vai procurar sua “área”, sim estou tentando, mas as oportunidades são quase inacessíveis, o que me deixa mais puta, é que quando consegui fui vetada. Ainda pra piorar me colocaram no comitê de comunicação, fala serio? Eu não quero fazer parte de porra de comitê nenhum eu quero ser da comunicação, parece que sou escolhida a dedo pra se fuder, literalmente, por que fazer parte desse comitê, é só mais uma responsabilidade daquelas nas costas, mas pra quem ta no inferno, o que é dançar um tango com o Diabo? Agora quando é pra participar de grandes eventos não significo nada, não nada, e até brinco de ser a mulher invisivel, já pra trabalhar, sou a pau pra qualquer obra, a escrava da vez.Não me perturbo com o fato de trabalhar, eu me perturbo e muito com o fato de trabalhar fora da minha área, e me ver presa a pessoas falsas, ridículas e cretinas, não que isso não vai ter em qualquer outro lugar (sei de tudo isso), é que se você ainda faz algo que lhe da prazer, forças do alem supera tudo isso e algumas coisinhas a mais... Esse só é mais um momento desabafo, preciso limpar meu coração peludo! É duro ter nascido com o pé na cozinha...
Somos escravos de um mundo perverso
Escravos de nossos medos, de nossas angústias
Escravos das leis, dos governantes, do labor
Servimos com submissão secular há gerações
Servimos àqueles que exigem nosso suor, nosso sangue
Aos que retiram nossa vontade de lutar
Aos que extirpam lentamente nossa vida
Em nome da escravidão de ser livre
Somos escravos de um mundo desprezível
Escravos de nossas vontades, de nossas paixões
Escravos dos vícios, das virtudes
Grilhões nos cercam por todos os lados
Correntes nos prendem aos desígnios do destino
Destino cruel e escravista
Somos escravos de um mundo imaginário
Escravos de deuses cruéis e impiedosos
Escravos de seus ritos, de seus dogmas
Servimos à luz, servimos às trevas,
Servimos ao bem e ao mal, ao amor e ao ódio
Somos escravos da vida, escravos da morte
Somos escravos até mesmo da esperança
Essa senhora tola que insiste em nos iludir
Com desejos de não sermos mais escravos
Rousseau

Comentários

  1. Somos apenas escravos de,,,nós...


    Hoje não vou falar de amor
    Hoje tenho saudade de canções
    De uma voz perdida no tempo
    Que me ensinou o sonho, as emoções

    Hoje senti saudades da minha rua
    Da casa fria e quente da ternura
    Do cheiro a lenha, pão amassado
    Dos abraços tidos de forma tão pura


    Hoje convido-te a saberes um pouco de mim

    Um bom fim de semana



    Terno beijo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

É com vc Sexy.

Postagens mais visitadas deste blog

VerDadEirO oU fAlsO?

SexY MaChInE Not

PiCaS DE oUrO